Especial Natal 🎄 Qual a Taça Certa Para Cada Tipo de Vinho?

Cada tipo de vinho pede um tipo de taça, veja qual é o modelo mais adequado para sua festa

vinho

Para desfrutar um bom vinho, não é necessário ter em casa todos os formatos e tamanhos de taças. Mas, algumas dicas são importantes na hora de servir e manuseá-las. Com as festas de fim de ano surge a dúvida qual a taça do vinho e do espumante?

Saber selecionar a taça de vinho correta, entretanto, é essencial para que você possa saborear o melhor que essa bebida tem para lhe oferecer em vários aspectos: no aroma, no paladar e até mesmo no contato visual que você faz com ele.

Que tal aprender a escolher a taça de vinho certa na hora de abrir a sua próxima garrafa e fazer bonito ao servir seu convidados nas festas de fim de ano? Abaixo as taças mais comuns para sua deia de Natal e Ano Novo.

Servir cada tipo de bebida em seu copo ou taça ideal ajuda a realçar os aromas e conservar a temperatura mais adequada, além de ser o maior charme.

Reprodução: Dicas de Mulher

Taça Para Água

 

Jogo de Taças para Água Cristal Eco 550 ml 6 peças - Bohemia

Jogo de Taças para Água Camicado

Todo sommelier sabe que, junto a uma boa taça de vinho, é preciso ter ao lado uma boa taça para água. Ao degustar a bebida alcoólica, é importante intercala-la com alguns goles de água, tanto para evitar a desidratação do corpo quanto para limpar o paladar entre um vinho e outro, sem que haja interferência de sabores, harmonizações e acidezes.

Dessa forma, você sabe qual é o modelo adequado de taça para água? Afinal, da mesma maneira que existem taças específicas para cada tipo de vinho, como o tinto e branco, há um ideal para a água.

A taça para água é a maior delas. Esse tipo de bebida pode ficar bastante tempo no copo, visto que seu sabor, textura e consistência não mudarão – o que não acontece com o vinho tinto ou branco, por exemplo. A taça para água pode ou não ter pé, indo de acordo com o gosto pessoal de cada um na hora da escolha e do conjunto que esse modelo fará com os outros tipos de taça.

Taça Coringa – toda casa deve ter

taça de vinho ISO

Existe um modelo de taça disponível no mercado que atende pelo nome de ISO (International Standards Organization), mas que nós carinhosamente apelidamos de “taça coringa”. Essa é uma taça que foi desenvolvida para poder servir todos os tipos de vinho, sendo bastante utilizada em degustações técnicas e outras situações onde serão saboreados tipos diferentes dessa bebida.

Seu formato ajuda a valorizar características diversas dos diferentes vinhos, sem prejudicar algum detalhe importante da bebida. Exatamente por ser coringa, esse é um modelo de copo que não pode faltar na sua casa, já que pode lhe atender em diferentes situações.

Taça de vinho tinto

14fb8725aefaab246462423cfbb869751.jpg

Vinhos tintos são bebidas com sabores e aromas bastante intensos e que precisam ser valorizados no momento que você está degustando os rótulos. Exatamente por isso é que taças para essa bebida geralmente são maiores, com bojo grande, permitindo que ela preencha uma boa parte do espaço do recipiente e entre em real contato com todos os seus sentidos.

Existem dois tipos de taça para os vinhos tintos:

Bordeaux

taça de vinho bordeaux

Para vinhos mais encorpados e com alta concentração de taninos. Seu bojo é grande, mas a borda é um pouco mais fechada, permitindo que os aromas da bebida fiquem concentrados dentro da taça e que ela seja direcionada diretamente para a ponta da língua na hora de ser saboreada. Dessa maneira, os taninos só alcançam a língua na parte de trás da boca, onde devem ser apreciados. É uma taça perfeita para uvas como a Cabernet Sauvignon, a Merlot, o Tannat e a Syrah.

Borgonha

taça de vinho borgonha

Uma taça com o bojo ainda maior do que as Bordeaux e com a borda mais larga, permitindo que o vinho tenha mais contato com o ar e, consequentemente, que seus aromas sejam mais apreciados. É a taça ideal para vinhos que precisam ser consumidos primeiramente com o nariz, para depois serem saboreados. É a taça ideal para saborear Pinot Noirs.

Taça de vinho branco

taça de vinho branco

A taça de vinho branco é visualmente menor do que as taça de vinho tinto – e existem motivos claros para que elas tenham essas características:

O primeiro de todos é que vinhos brancos são bebidas mais refrescantes e que, por esse motivo, precisam ser consumidas geladas. Quanto menor o copo, menores também são as chances de troca e calor com o ambiente e, portanto, maior garantia de manutenção do sabor.

O segundo motivo é que essa taça valoriza as características tradicionais de um vinho branco, que geralmente é frutado e um pouco mais ácido. Dessa maneira, as taças menores – e mais estreitas – permitem que a bebida entre em contato com a língua de maneira equilibrada, reforçando seu sabor mais suave e adocicado.

Taça de vinho rosé

taça de vinho rosé

Os vinhos rosés podem ser classificados como um tipo de bebida que está entre os brancos e os tintos, pois eles são mais suaves e frutados como os primeiros, mas que tem taninos marcantes como os segundos. A taça, portanto, também é uma mistura das utilizadas para esses dois vinhos: com tamanho menor, para manter o frescor da bebida, porém com bojo largo, para valorizar seus taninos. O resultado é um sabor doce e mais ácido que os vinhos claros.

Não é tão comum encontrar pessoas que tenham taças específicas para consumir vinhos rosés. Por isso, se este for o seu caso, opte sempre pelas taças de vinho branco para saborear essa bebida.

Taça para espumantes

taça de espumante

Vinhos brancos e espumantes são bebidas bastante diferentes quando analisamos suas características e, por isso, devem ser saboreadas em taças diferentes. Para qualquer tipo de espumante, até mesmo um nobre Champagne, a taça mais adequada é a chamada de flauta (ou flute).

Por ser mais longa e estreita, ela ajuda a valorizar as bolhas da bebida, e também a direcionar os aromas da mesma para a região do nariz. O formato também valoriza o contato do espumante com a língua, deixando-o mais ácido, suave e saboroso.

Taça de vinho aperitivo

taça de vinho aperitivo

Os vinhos aperitivos são mais doces e com sabor mais forte e, por isso, devem ser saboreados em pequenas doses, para que não fiquem enjoativos. As taças perfeitas para esses vinhos tem o bojo bem pequeno e costumam ser mais estreitas em sua parte superior. O formato permite que a bebida vá diretamente para a ponta da língua, onde os sabores doces são percebidos.

Para salvar no Pinterest

 

14fb8725aefaab246462423cfbb8697511.jpg

Para salvar no Pinterest

Posição das Taças na Mesa

Não basta ter a taça ideal para beber o vinho tinto, o branco, os espumantes e a água e não saber colocá-los de maneira correta na mesa. De acordo com as regras de etiqueta, há uma ordem certa para arrumá-las e, assim, proporcionar um almoço ou jantar ainda mais refinado e com muito bom gosto.

A taça para água precisa ficar disposta do lado de dentro da mesa, sendo o copo mais próximo do alcance das mãos. Assim, da esquerda para a direita, a ordem é: taça para água, taça para vinho tinto e taça para vinho branco. Esteticamente essa disposição também é bastante agradável, já que as peças são colocadas de maneira que a posição seja do maior para o menor.

Colocação correta de pratos, talheres e taças na página  COMO RECEBER E ETIQUETA

Em breve dicas de etiqueta aqui no blog.

Detalhes da Taça

23279669_1491288730992364_1125379468475498496_n

Reprodução: @clubepaladar

Apreciando o Vinho

23347817_330341287432636_8678286231102029824_n

Reprodução: @clubepaladar

Segurando Corretamente a Taça

23348116_528659694183236_4714972281019826176_n

Reprodução: @clubepaladar

Como Lavá-las

Para lavá-las, recomenda-se água morna e uma quantidade mínima de detergente líquido. Com ele, todo cuidado é pouco. Se a taça não for bem enxaguada, o produto pode alterar o sabor e o aroma do vinho e, no caso do Champagne, impedirá que se formem as borbulhas.

// CURIOSIDADE

MITO DE MARIA ANTONIETA

Imagem relacionada

Você já deve ter visto taças baixas e largas como sendo de Champagne. Seu uso era muito comum em outras épocas. Diz a lenda que seu formato foi moldado no seio de Maria Antonieta. Sua boca é larga, o que dificulta a formação de espuma e, assim, faz com que os aromas se dispersem no ar. Além disso, sua altura pequena não permite o correto desprendimento das borbulhas. Evite-as.

Original: http://revistaadega.uol.com.br/artigo/que-taca-escolher_149.html#ixzz51v0jpoYG

—🎄—

E aí meninas gostaram do post de hoje? Deixe aqui nos comentários e compartilhe esse post nas suas redes sociais para ajudar na divulgação do nosso blog. Para ver outros posts de Natal acessem no nosso Especial de Natal. No Instagram do Blog todos os dias sai uma dica que não está aqui no blog. Aguardo vocês lá.

Beijos. Até a próxima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s