6 Lugares Que Você Precisa Conhecer na Chapada dos Veadeiros

Cópia de Cópia de Design sem nome (42)

Se você tira férias já pensando nas fotos que vão para o Instagram, esse post é para você! Além de viver uma experiência de conexão com a natureza, viajar para a Chapada dos Veadeiros (GO) é certeza de lotar seu perfil no Insta com fotos arrebatadoras. Não à toa, influencers e celebs vivem postando cliques dos cânions, jardins encantadores e das cachoeiras de água azulzinha. Além de ser um dos lugares mais lindos do Brasil a Chapada dos Veadeiros também virou hit nas redes sociais, basta dar uma pesquisada na hashtags #ChapadaDosVeadeiros para ver do que estamos falando!

A 250 km de Brasília, a Chapada cobre uma área de cerca de 21 mil km², abrangendo vários municípios, como Colinas do Sul, Cavalcante e Alto Paraíso de Goiás. O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros ocupa 648 km² dessa área – vale lembrar que ele é  tombado como Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO. A região fica sobre uma gigantesca placa de cristal de quartzo, o que deixa um lugar com um lado esotérico.

Achou imperdível? Então, anote essas seis atrações que rendem fotos incríveis, e saiba o que esperar dos mais impressionantes visuais da região!

1. Jardim de Maytrea

Jardim (Foto: Reprodução)Jardim (Foto: Reprodução)

Campos de flores, veredas de buritis, montanhas… O Jardim de Maytrea é um cartão postal marcado por paredões de morros. É praticamente impossível tirar uma foto que não seja espetacular aqui. A culpa, claro, é dessa vista fenomenal. Dica: vale assistir o nascer ou pôr do sol por lá. Para conseguir boas fotos panorâmicas, vá até o mirante na rodovia estadual GO-239, trecho que liga a cidade de Alto Paraíso ao distrito de São Jorge.

Jardim de Maytrea (Foto: Reprodução)Jardim de Maytrea (Foto: Reprodução)

 

2. Cachoeira Santa Bárbara

 Cachoeira Santa Bárbara (Foto: Reprodução)Cachoeira Santa Bárbara (Foto: Reprodução)

É um desbunde ver de perto uma queda d’água com 30 metros de altura. Mais desconcertante ainda é se banhar em um rio de águas verde-esmeralda com grandes piscinas naturais formada pela cachoeira. Dica: Para chegar lá, você tem de fazer uma trilha de dificuldade média (são 2 km), dentro do Quilombo Kalunga Engenho II. Paga-se uma taxa de R$ 20 para ter acesso. E não é possível ir sem um guia!

Cachoeira (Foto: Reprodução)Cachoeira Santa Bárbara (Foto: Reprodução)

3. Trilha dos Cânions

 Trilha dos Cânions (Foto: Reprodução)Trilha dos Cânions (Foto: Reprodução)

Topa 5 km de andança por meio de uma vegetação natural de Cerrado para encontrar dois cânions maravilhosos no percurso? De dificuldade média, a Trilha dos Cânions é um dos passeios mais incríveis do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Esculpidas pelas águas, as formações rochosas são embelezadas por uma água límpida, poços para banhos deliciosos (são fundos, ok?) e muitas cores. Você não precisa pagar nenhuma taxa para entrar lá, todavia, um guia turístico é obrigatório.

4. Vale da Lua

Vale da Lua (Foto: Reprodução)Vale da Lua (Foto: Reprodução)

Eis uma das mais famosas formações rochosas da Chapada. O Vale da Lua é repleto de pedras polidas na cor de cinza escuro (parece até o espaço sideral). Elas foram escavadas pelas corredeiras de água do rio São Miguel. Além de registrarem um belo clique, você ainda pode dar um mergulho no rio! Há uma taxa de R$ 20 para a entrada. Para chegar lá, basta caminhar 600 m.

Vale da Lua (Foto: Reprodução)Vale da Lua (Foto: Reprodução)

5. Catarata dos Couros

 Catarata dos Couros (Foto: Reprodução)Catarata dos Couros (Foto: Reprodução)

Chamada de “a mais incrível cachoeira” da Chapada, mais parece uma locação de cinema. As quedas chegam a 100 m de altura e formam poços (alguns bem calmos e seguros). É formada por três cachoeiras: Almécegas 1000, Bujão e Cachoeira da Muralha. Couros fica no município de São João d’Aliança, a 53 km de Alto Paraíso de Goiás. Dica: para chegar até ela, você pode tanto ir a pé em uma trilha considerada fácil ou de carro. Durante os períodos de chuva, pode se tornar perigosa. É recomendável fazer o passeio na companhia de um guia.

6. Poços d’água e Doutor e Gabi

Poços d'água e Doutor e Gabi (Foto: Reprodução)Poços de água e Doutor e Gabi (Foto: Reprodução)

Para quem procura um ambiente mais privativo, os poços Doutor ou Gabi, são ideais. Localizados dentro da pousada-boutique Inácia, foram assim nomeados em homenagem aos donos do local. A queda d’água e o poço natural, respectivamente, contam com uma trilha de fácil acesso de aproximadamente cinco minutos. Ao chegar, dá-se em um ambiente com pedras cor marrom e âmbar, e água que jorra de maneira suave. Um dos diferenciais é que, enquanto curtem o poço, é possível desfrutar do serviço de bar da pousada. O espaço é exclusivo para hóspedes.

—♥—

E aí meninas gostaram do post de hoje? Deixe aqui nos comentários e compartilhe esse post nas suas redes sociais para ajudar na divulgação do nosso blog. No Instagram do Blog todos os dias sai uma dica que não está aqui no blog. Aguardo vocês lá.

Beijos. Até a próxima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s